Sou uma descrição. Clique aqui para editar.

Buscar

O Projeto Salve Floripa desde 2009 vem desenvolvendo ações de proteção da Mata Atlântica em Florianópolis.




O objetivo é a restauração da cobertura vegetal e retirada de espécies exóticas, principalmente de pinus elliottii na região do Parque do Rio Vermelho.


A remoção destas espécie exóticas é essencial promover o equilíbrio na vegetação, devido sua grande capacidade de inibir o crescimento das plantas nativas, acaba prejudicando a existência do bioma Mata Atlântica e acarretando diversos problemas para o ecossistema.






13 visualizações0 comentário

O Parque Estadual do Rio Vermelho é uma das regiões críticas quanto ao avanço das invasoras na Capital.

Na área onde as invasoras se dispersaram, ao norte do Parque, o IMA realiza desde agosto a remoção em conjunto com projeto Salve Floripa.


A iniciativa envolve lideranças comunitárias no corte das invasoras. Em cinco meses, cerca de 1450 pinus foram removidos na região, conforme o projeto.


A iniciativa expira em fevereiro deste ano e o foco é ultrapassar as 1500 invasoras removidas. Com a conclusão, será avaliado o quanto dos 30% do território invadido foi reduzido.


O trabalho é importante para cumprir um dos motivos do parque ser protegido: preservar os aquíferos do Rio Vermelho e Ingleses, além da proteção da Restinga.






2 visualizações0 comentário

No Parque Estadual do Rio Vermelho, em Florianópolis, uma espécie de árvore que é considerada invasora precisa ser retirada do local. E enquanto a remoção em grande escala não acontece voluntários estão fazendo o trabalho aos poucos.



1 visualização0 comentário